17/10/2019  21h08
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Surfe
04/07/2004 - 21h28
SuperSurf 2004 tem mais uma festa de Ubatuba
João Carvalho
 
Renato Galvão e Suelen Naraisa vencem a terceira etapa na praia do Cupe.
 
Paulo Moreira 
  O ubatubense Renato Galvão, que neste domingo faturou o título do SuperSurf de Pernambuco e assumiu a liderança isolada do ranking brasileiro.

Assim como ocorreu na etapa passada, na praia de Maresias de São Sebastião (SP), os surfistas de Ubatuba também fizeram a festa no alto do pódio no SuperSurf de Pernambuco. O terceiro confronto da divisão principal do Circuito Brasileiro de Surfe Profissional foi encerrado em boas ondas de 1 metro de altura na praia do Cupe, em Porto de Galinhas, Ipojuca. O domingo amanheceu com muita chuva, mas logo depois o Sol apareceu e a praia encheu para acompanhar o último dia de disputas da única etapa nordestina do SuperSurf 2004. Na categoria feminina, a final foi a mesma da abertura da temporada em Florianópolis (SC), mas desta vez a atual líder do ranking Suelen Naraisa conseguiu superar a cearense Silvana Lima. Já na masculina, Renato Galvão derrotou o bicampeão brasileiro Leonardo Neves para assumir a ponta do ranking. O próximo desafio será nos dias 21 a 25 deste mês na casa dos líderes do SuperSurf 2004, a praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP).

O campeão Renato Galvão já havia sido vice-campeão em São Sebastião (SP) e na praia do Cupe deu um show na semifinal contra o jovem catarinense Jean da Silva, que acabou empatada. Os dois pegaram tubos seguidos e por ter tirado a maior nota - 8,33 x 7,33 - Galvão seguiu para sua segunda final consecutiva. Na decisão do SuperSurf de Pernambuco, ele novamente começou bem com uma nota 6 em sua primeira onda e sacramentou a vitória com uma nota 7,1 em sua última apresentação para o público nordestino. O placar acabou definido em 13,60 x 8,13 pontos do Léo Neves.

"Essa é a primeira vez que eu surfei aqui no Cupe e desde o primeiro dia eu venho conseguindo pegar boas ondas nas baterias. O vento atrapalhou um pouco em alguns dias, mas hoje foi o melhor dia de ondas, com tubos, Sol, público, foi sem dúvidas um dia mágico", falou Renato Galvão, que faturou o prêmio máximo de R$ 22.000 oferecido para o vencedor de cada etapa do SuperSurf 2004.

Seu grande objetivo agora é conquistar um bom resultado em Ubatuba para tentar o título brasileiro. "Primeiramente gostaria de dar Glória à Deus por tudo isso que está acontecendo, porque Ele que tem me abençoado e permitido que esses sonhos venham se realizando na minha vida. Essa vitória e o vice lá em Maresias foram dois resultados muito importantes para entrar na briga pelo título e espero fazer uma boa apresentação em casa para atingir esse objetivo", disse Galvão, o novo líder do SuperSurf 2004.

Mas com o vice-campeonato em Ipojuca, o bicampeão brasileiro Leonardo Neves assumiu a segunda colocação no ranking e entra de vez na briga pelo tri nesta reta final da temporada. No ano passado, ele venceu a etapa de Ubatuba e segue confiante para tentar sua primeira vitória no SuperSurf 2004. "Vou dar o gás, Ubatuba é um lugar que eu gosto muito e uma onda que dá para fazer manobras radicais. Agora é tentar vencer lá e decidir o título em Saquarema, que é a minha casa", disse Léo Neves, que não conseguiu repetir suas boas apresentações na grande final. "A tática dele é impregnar, não deixar você pegar onda. Ele teve sorte de escolher as melhores ondas e eu não tive como reagir, porque esse é o estilo dele competir, ficar sempre junto, impregnando", analisou Léo.

No último dia do SuperSurf de Pernambuco, o campeão Renato Galvão passou pelo também paulista Jair de Oliveira nas quartas-de-final e por Jean da Silva na semifinal. Já o vice Leonardo Neves teve duas disputas acirradas para chegar na decisão, superando o carioca Yuri Sodré e o cearense Lucinho Lima por pequenas diferenças.

No feminino, a campeã Suelen Naraisa passou por décimos - 7,17 x 7,00 - pela saquaremense Taís de Almeida na primeira semifinal e na outra Silvana Lima ganhou o confronto cearense contra a grande favorita Tita Tavares por 8,83 x 7,24 pontos.

Na grande final, Suelen Naraisa começou com uma boa nota - 6,00 - e foi ampliando a vantagem a cada onda surfada, até definir o placar da vitória por 12,27 x 7,87 pontos. Essa foi sua terceira final consecutiva no SuperSurf 2004. Perdeu a primeira em Florianópolis para a própria Silvana Lima, ganhou a segunda da catarinense Juliana Quint e agora vingou a cearense para ratificar o posto de surfista número 1 do Brasil, podendo até garantir o título brasileiro por antecipação em Ubatuba.

"Estou superfeliz em estar liderando o ranking com mais essa vitória, a próxima etapa é em Ubatuba e se Deus quiser vou ser campeã brasileira lá em casa, na praia de Itamambuca. Eu venho treinando muito pra isso, me dedicando bastante só pensando nisso e vou ficar lá treinando todo dia esperando ansiosamente por esta etapa", falou Suelen Naraisa, que recebeu seu segundo prêmio seguido de R$ 5.000 oferecidos para a campeã das etapas do SuperSurf 2004.

Mesmo com o tornozelo contundido, a cearense Silvana Lima mostrou muita garra para chegar na final e continuar sonhando com o título brasileiro que no ano passado foi da sua conterrânea Tita Tavares. "É difícil competir assim, porque não dá para forçar tanto nas manobras e foi muito bom poder chegar na final. Vou ver se me recupero para a próxima etapa e seja o que Deus quiser. Eu ainda tenho chance, vou ter que vencer lá em Ubatuba para decidir tudo na última etapa e se tiver que ser meu ótimo, mas se o título tiver que ser da Suelen, tudo bem também porque ela está surfando muito", falou.

O SuperSurf 2004 é uma realização do Grupo Abril e da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e têm como patrocinadores principais a Volkswagen, a Skol e a TIM, além do co-patrocínio da Garnier Fructis e apoio da Suncoast by C&A e da Revista Hardcore. Esta terceira etapa em Pernambuco também teve apoio da Prefeitura Municipal de Ipojuca, Rádio Transamérica FM do Recife, Federação Pernambucana de Surf (FPS) e Associação de Surf de Ipojuca (ASI).

SUPERSURF 2004

Ranking Brasileiro - 3 etapas

01) - 2260 - Renato Galvão (SP)
02) - 1870 - Leonardo Neves (RJ)
03) - 1800 - Odirlei Coutinho (SP)
04) - 1630 - Lucinho Lima (CE)
04) - 1630 - Tânio Barreto (AL)
06) - 1560 - Rodrigo Dornelles (RS)
07) - 1540 - Jihad Kohdr (PR)
08) - 1530 - Gilmar Silva (SP)
09) - 1510 - Wagner Pupo (SP)
09) - 1510 - Maicon Rosa (PR)
11) - 1410 - Tadeu Pereira (SP)
12) - 1400 - Anselmo Correia (RJ)
12) - 1400 - Flávio Costa (BA)
12) - 1400 - Dunga Neto (CE)
15) - 1340 - Jojó de Olivença (BA)
15) - 1340 - Daison Pereira (RS)

Ranking Brasileiro Feminino

1ª - 2860 - Suelen Naraisa (SP)
2ª - 2360 - Silvana Lima (CE)
3ª - 2070 - Taís de Almeida (RJ)
4ª - 1970 - Juliana Quint (SC)
5ª - 1950 - Andréa Lopes (RJ)
5ª - 1950 - Juliana Guimarães (RJ)
7ª - 1670 - Francisca Pereira (SP)
8ª - 1510 - Yries Pereira (ES)

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "SURFE"Índice das publicações sobre "SURFE"
02/06/2017 - 08h50 Surfista se prepara para competições nacionais
26/11/2015 - 12h09 Maresias recebe o VII Black BeltChallenge de Surf
12/11/2015 - 10h04 Pâmella Mel estreia no Circuito Brasileiro
08/02/2014 - 07h12 3ª etapa do Encontro Paulista de Escolas de Surf
29/01/2014 - 10h02 Pâmella Mel, 8, uma surfista prodígio
12/01/2014 - 10h01 2ª etapa do Encontro Paulista de Escolas de Surf
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.