12/05/2021  18h14
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Rodrigo Ramazzini
11/10/2015 - 08h04
Julgamento da consciência
 
 

- Decidiram por quatro votos a três...

A juíza proferia a sentença e um filme autobiográfico transcorreu nos pensamentos do réu Valdomiro. Lembrou-se como conhecera a ex-esposa, dos tempos de namoro, do nascimento do filho, das constantes brigas, do dia em que ela o abandonou, quando a viu com o namorado pela primeira vez...

-... Os jurados do tribunal do júri da Comarca...

Inevitavelmente o dia em que decidira matar a ex-esposa apareceu no seu longa-metragem. As crises de ciúmes não o deixavam mais em paz...

-... Nos autos do processo 27179...
 
De soslaio fitou o assassino da sua ex-mulher, recordou como o encontrou e acertou tal homicídio. O Vergílio, um viciado em drogas, que por algumas pedras de crack realizou a execução. Valdomiro concedeu todos os detalhes necessários. O crime foi cometido no crepúsculo de uma sexta-feira, no estacionamento do shopping. Vergílio fora preso em flagrante, pois um dos seguranças do local vira o delito e o interceptara. 

-... Pelo crime de homicídio, o réu Valdomiro...

Virgílio dissera no julgamento que matara a mando de Valdomiro. Instruído pelo Advogado, Valdomiro negou veementemente. Há casos em que não importa quem tem a razão, ou verdade, e sim, o melhor Advogado.

-... Foi considerado inocente.

O filho do Valdomiro lia a carta que narrava o julgamento do pai, prescrita por ele, lágrimas escorreram. Não se comunicavam há trinta anos, desde o julgamento, quando foi morar com a avó materna. Valdomiro depois de inocentado viveu esse tempo todo recluso em casa, no interior do estado, como um condenado em regime domiciliar. Morreu sentado no sofá. A carta foi o último descarrego de consciência, precisava explicar-se ao filho. Finalizou a carta dizendo: A liberdade é uma dádiva dos homens de consciência tranqüila...


Nota do Editor: Rodrigo Ramazzini é cronista.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CONTOS"Índice das publicações sobre "CONTOS"
02/07/2020 - 06h50 Sem sono
16/06/2020 - 06h36 Sem rumo
11/12/2016 - 05h52 A despedida
20/08/2016 - 05h52 A bruxa e o hipocondríaco
11/02/2016 - 10h03 Sabe o André?
23/11/2015 - 10h08 O certinho
ÚLTIMAS DA COLUNA "RODRIGO RAMAZZINI"Índice da coluna "Rodrigo Ramazzini"
16/11/2015 - 15h00 Tudo explicado agora
26/10/2015 - 09h22 Os sapatos
20/09/2015 - 10h04 O pedinte da rodoviária
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.