13/06/2021  03h05
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Opinião
10/05/2021 - 07h42
Queimando livros por nojinho
Dartagnan da Silva Zanela
 

Em minha juventude, que se encontra muitas léguas no passado - graças a Deus - flertei com o marxismo. Verdade seja dita: foi divertido enquanto durou.

Li muito o velho barbudo e muitos dos seus devotos. Aprendi muito com eles, com cada um deles. Na verdade, leio-os até hoje, mesmo discordando visceralmente desse caiporedo.

Aliás, todos os livros de Marx, e de incontáveis autores marxistas, que fui adquirindo e lendo no correr de minha vida, continuam nas prateleiras da minha biblioteca, e lá ficarão, porque, como disse Raymond Aron, em seu livro “O marxismo de Marx”, Karl é o autor que mais me influenciou; porque estou há décadas discutido com ele. E estou mesmo.

Hoje, logo após o almoço, eis que sou surpreendido com um vídeo do senhor Nando Moura, onde o mesmo queimava em sua lareira todos os livros que ele tinha do filósofo Olavo de Carvalho. E ele fez isso porque, segundo suas palavras, não mais reconhece o professor. Ele estaria profundamente decepcionado com o velho.

Bem, os livros são dele, a lareira também; que ele faça o que bem quiser. Seu ato fala por si só.

Quanto a mim, se fosse fazer o mesmo com as obras marxistas que me acompanham, cujas ideias repudio, rapaz do céu, daria uma baita de uma fogueira; porém, meu nome não é Nando.

Esses livros, todos eles, com minhas anotações e rabiscos, observações e xingamentos ao pé da página, permanecerão em minha estante e, com certeza, continuarão a me ensinar, principalmente porque discordo dos autores e, às vezes, pela força dos fatos, sou obrigado a concordar com eles. É osso, mas as vezes isso acontece.

E o mais engraçado é que algumas obras de Marilena Chauí, Leonardo Boff, Frei Betto, David Harvey etc., estão, em minhas estantes, ao lado dos livros de Olavo de Carvalho, Ortega y Gasset, Pierre-Joseph Proudhon, Mário Ferreira dos Santos e tutti quanti; e, nenhum deles, terá suas páginas lambidas pelas chamas, jamais, porque o debate deve continuar, e meu aprendizado com eles também, mesmo que seja em meio a tapas retóricos, safanões dialéticos e bofetadas analíticas.

É isso. Away.


Nota do Editor: Dartagnan da Silva Zanela é professor e ensaísta. Autor dos livros: Sofia Perennis, O Ponto Arquimédico, A Boa Luta, In Foro Conscientiae e Nas Mãos de Cronos - ensaios sociológicos; mantém o site Falsum committit, qui verum tacet.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "OPINIÃO"Índice das publicações sobre "OPINIÃO"
12/06/2021 - 06h25 Insegurança alimentar no Brasil
11/06/2021 - 05h52 A lei do movimento certo
10/06/2021 - 06h06 Baixem a bola, todos, pelo Brasil
09/06/2021 - 06h17 Dois tesouros, dois amores, dois olhares
08/06/2021 - 05h57 A estúpida caça de policiais pelos criminosos
07/06/2021 - 06h33 Diga: paca, tatu; cutia não
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.