08/12/2021  22h09
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
20/10/2021 - 06h29
Os tais `conquistadores do mundo´
Marcial Salaverry
 

Sempre houve os que se intitularam "Conquistador do Mundo", e que quase levaram este nosso mundo a um buraco sem fundo, sempre contrariando a Lei de Deus, que diz: "Amai-vos uns aos outros", insanamente trocando por "Matai-vos uns aos outros"... E assim, tantas guerras aconteceram, revoluções se sucederam, e os tais "Conquistadores", que causaram tantas dores, sempre tiveram enfim, um triste fim, deixando contudo, atestando sua insanidade, negras nuvens em sua esteira, e essas nuvens negras, que mostram a estupidez humana, são o triste resultado de milhares de bombas...

Bombas que ao explodirem, num dantesco espetáculo, apenas atestam o desrespeito pela vida humana... Isso é algo que a ninguém engana, pois foram vidas humanas ceifadas apenas pela vaidade de falsos líderes sem qualidade, que queriam o mundo conquistar, mesmo que provocassem o fim desse mundo infeliz... E isso, sem falar em outros que se deliciam em simplesmente matar aleatoriamente quem estiver na hora errada no lugar errado, vitimando criaturas inocentes com os tais "homens-bomba", ou com bombas colocadas aleatoriamente em locais públicos... Estamos todos tristes, vendo estes atentados, que deixam a todos desesperados, vendo nessa violência, revelando a total inconsciência dessa besta que se chama homem, que não tem a capacidade de ver que na Paz é que existe felicidade, e que houve um homem que conquistou o mundo, apenas com mensagens e atos de paz, trazendo para o ser humano sua luz... E esse Grande Conquistador, foi nosso Mestre Jesus...

Entende-se que sempre se discutiu muito sobre a guerra, ou melhor, sobre as guerras, sem que se pudesse chegar a uma conclusão conclusiva sobre seus comos e porquês. Nunca se soube quais as reais causas, o real motivo dessa insanidade ter começado, e assim, voltando na História do Mundo, é fácil chegar-se à conclusão de que em todas as guerras havidas, não se conseguirá analisar o real motivo dela ter começado. Antigamente, guerreava-se muito por questões religiosas. Mas o fator religioso era mero subterfúgio. O real motivo sempre foi a ambição desmedida de alguém, com o desejo de dominar outros povos, e talvez o mundo.

Houve muitos tiranos que assumiram abertamente que seu único desejo era submeter a seu jugo todos os povos. Seu sonho delirante era dominar o mundo. Esses pelo menos foram coerentes, assumiram perante a História que o real motivo que os levou à guerra, era assumir a liderança mundial sem restrições. Mesmo que apenas reinasse sobre ruínas. Mas seria ele o “Dono do Mundo”. Embora destruído, mas seria o “seu mundo”.

Contudo agora, esses mesmos motivos ficam ocultos sob a pretensa alegação de devolver a liberdade, ou de eliminar dissensões internas... Enfim, sob uma capa de magnanimidade, o mesmo velho e surrado motivo... De dominar. A ambição do poder. Uma grande verdade sobre a guerra, é esta mensagem que li em algum lugar: "A guerra é um massacre entre gente que não se conhece, para proveito de pessoas que se conhecem, mas que não se massacram."

Isso é uma grande verdade, pois os soldados que são enviados para o front, em sua maioria, não sabem o que estão fazendo lá. Apenas que precisam se defender de outros que vão tentar matá-los. Não sabem quem são seus inimigos. Apenas sabem que seus chefes disseram que eles precisam ser patriotas. E que lhes disseram que precisam ser heróis e morrer pela Pátria, mas é bom lembrar que só se esqueceram de acrescentar que o verdadeiro heroísmo seria viver pela Pátria, trabalhando pela Paz, pela Ordem, pelo Progresso. Esqueceram de dizer que são meros “bois de piranha”, para permitir que alguns líderes liberem sua sanha. Sempre ficando patente que o único beneficiado será o ego monstruoso dessas “personalidades”, e, principalmente a indústria de armamentos que a cada guerra, a cada revolução, ou a cada mera rebelião interna, sempre fatura milhões. São as pessoas que “se conhecem, mas que não se massacram”... Limitam-se a fazer pronunciamentos, incitando os bois... digo, os soldados a se digladiarem, “em nome da Pátria”. Tá bom... “Me engana que eu gosto”. Como certos pseudo líderes locais que incitam seus seguidores a promoverem "manifestações" e badernas, e vivem de corrupção, e corrompendo consciências. Dá raiva só de pensar nisso...

A maneira correta de se definir a coisa, era fazer com que os interessados fossem resolver no velho esquema do duelo pessoal quem é o “maioral”, ao invés de sacrificar milhões de vidas, apenas para satisfazer suas vaidades pessoais, e os bolsos dos interessados.

Não seria a melhor maneira? Possivelmente assim seria possível com o mundo em geral pudesse fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA, sem guerras, revoluções, manifestações que perturbam a PAZ tão desejada...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
08/12/2021 - 05h49 Devemos saber manter o amor pela vida
07/12/2021 - 05h42 Black Strange Friday
03/12/2021 - 06h00 Entre verdades e aparências
02/12/2021 - 06h07 Bustos históricos
01/12/2021 - 05h29 Livros são nossos melhores companheiros
30/11/2021 - 06h05 A vó do meu vô
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.