27/01/2022  03h29
· Guia 2022     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Economia e Negócios
29/11/2021 - 05h21
Como ganhar em dólar morando no Brasil
 
 
César Karam, investidor e empresário, explica como investir no exterior da maneira correta

Atualmente, existem duas formas mais conhecidas de investir dinheiro fora do país. A primeira são os BDR’S, papéis emitidos no Brasil que são lastreados e se referem a companhias com sede no exterior e a segunda, que é entrar em uma corretora de fora e comprar ações diretamente no país estrangeiro.

De acordo com o investidor e empresário César Karam, existem diversas vantagens em optar pelos BDR’S ao invés de abrir uma conta em uma corretora estrangeira. “Há uma facilidade em questões tributárias, porque ele é tratado como se fosse uma ação. Então, se você já está acostumado a investir, fica tudo um pouco mais fácil”, explica. De acordo com ele, o controle das suas ações é simplificado, já que só existiria uma conta com os investimentos. Um outro ponto é que com os BDR’s, não há custos de remessa, que seria o valor pago pela variação de preço das moedas.

Porém, abrir uma conta em corretoras estrangeiras é uma forma de diversificar seus investimentos e isso dá uma segurança maior ao investidor. Nos Estados Unidos, por exemplo, a bolsa de valores é maior do que a do Brasil e isso gera uma liquidez maior. “Praticamente você compra e vende nos preços que você quer”, relata o investidor. Karam conta ainda, que nos EUA existem mais possibilidades de investimentos do que comprando BDR’s no Brasil.

Para quem tem dificuldades com o idioma estrangeiro, César Karam explica que existem corretoras nos Estados Unidos que foram fundadas por brasileiros, desse modo, o atendimento ocorre em português. “Algumas corretoras americanas não têm o serviço de câmbio integrado, mas na minha isso acontece automaticamente”, exemplifica.

O investidor alerta para a necessidade de conferir se a corretora estrangeira está cadastrada na SEC, o órgão regulador semelhante a CVM no Brasil. “Assim como no Brasil precisa-se conferir se a corretora está na CVM, nos Estados Unidos ela deve estar cadastrada na SEC, se não, não é algo seguro a se fazer”, aconselha César Karam.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "ECONOMIA E NEGÓCIOS"Índice das publicações sobre "ECONOMIA E NEGÓCIOS"
23/01/2022 - 05h17 A importância do negociador empresarial
19/01/2022 - 06h27 Petrobras atinge recorde de produção no pré-sal
17/01/2022 - 06h14 Nove em cada dez pequenos negócios usam Pix
16/01/2022 - 06h05 Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995
15/01/2022 - 06h11 O que esperar do marketing digital em 2022?
10/01/2022 - 06h20 Sebrae defende Refis para pequenos negócios
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2022, UbaWeb. Direitos Reservados.