05/07/2022  01h24
· Guia 2022     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
17/05/2022 - 06h14
Faces coradas
Marina Alves
 

Venho de um tempo em que a moça corava as faces se ouvia o galanteio de algum admirador. As maçãs levemente, ou ardentemente, rosadas queriam dizer que a jovem estava sem jeito, envergonhada, sem saber onde pôr as mãos diante do que lhe fazia o sangue ferver. As faces enrubescidas eram assim, a maneira mais desleal de denunciar o quanto a pessoa estava perturbada sendo alvo do interesse de alguém.

O fato, porém, de sofrer o assédio afetivo não garante nada: os homens (e as mulheres) nem sempre são sinceros. Nesse caso, um galanteio pode ser uma moeda de duas faces: tanto pode fazer bem quanto mal. Sendo verdadeiro, acende a chama da esperança: serei amada? Sendo falso, traz a mágoa e a desilusão: era tudo mentira?

De qualquer forma, nunca vou me esquecer do clima gostoso e envolvente que permeava as narrativas nos romances de José de Alencar, Machado de Assis e outros clássicos imortais. E juro, com toda a sinceridade, temperada com um quê de claro saudosismo, que eu torcia ardentemente para que a coisa não ficasse só nas faces coradas das moçoilas. E o bom mesmo era imaginar o que não vinha explícito. E se hoje não se enrubesce mais como antigamente, o recurso é mesmo um bom blush. Sem faces rosadinhas é que ninguém fica.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
04/07/2022 - 06h21 De vento e de cor
03/07/2022 - 06h16 Sem camisa de força
29/06/2022 - 06h19 Relembrando algo vivido
27/06/2022 - 06h48 A menininha
23/06/2022 - 06h25 Notre Pont
22/06/2022 - 06h41 Existem diversas faces no amor
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2022, UbaWeb. Direitos Reservados.