01/10/2022  23h44
· Guia 2022     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
17/08/2022 - 06h26
A saudade nos faz lembrar algo de bom
Marcial Salaverry
 

Nem sempre a saudade é triste, embora pareça ser óbvio que sentir saudade sempre será indicativo de alguma tristeza, mas nem sempre é assim, pois a saudade pode ser provocada por alguma alegria que já sentimos, algo de muito bom que já vivemos, e gostaríamos de um bis... Normalmente sentimos saudade de alguém cuja presença nos faz falta. Não é apenas de pessoas que se sente saudade, uma vez que podemos sofrer quando perdemos um animal de estimação, ou mesmo quando nos vemos privados de algum objeto que nos é muito caro, como por exemplo nosso tão querido computador...

Nossa querida L'Inconnue, diz que "Saudade é a feliz melancolia de uma ausência presente", e esta frase parece definir bem o que na realidade pode ser a saudade, muito bem definida pela expressão "feliz melancolia". Parece-me claro que só se sente saudade de algo ou de alguém que nos proporcionou alguma felicidade na vida, e que possa deixar esse sentimento gravado em nosso coração, e assim, nessas condições a saudade, se bem administrada, bem pensada, pode nos representar alegria, confirmando assim que nem sempre a saudade é indicativo de tristeza. Parece algo líquido e certo que, se esse sentimento chamado saudade se aninha em nosso interior, é porque tivemos bons momentos ao lado de quem nos deixou. Não iremos lamentar a ausência de quem nos tenha prejudicado ou causado tristeza, e isso me parece claro, pois seria um tanto de masoquismo sentir falta de quem nos fez sofrer, ou então que de alguma forma nos prejudicou e atrapalhou nossa vida.

Assim sendo, como transformar a saudade, de tristeza em alegria? É simples. Se tivemos momentos de alegria, de felicidade ao lado desse alguém, o que podemos fazer, quando começar a pintar aquela tristeza, aquela amargura de não termos mais a companhia querida, é simplesmente concentrar nosso pensamento, lembrando desses momentos felizes, e esse é um exercício mental que pode afastar a tristeza da saudade, embora pareça claro que não chega a ser uma alegria, uma felicidade, mas traz a "feliz melancolia da ausência presente". Ausência presente, sim, pois a lembrança de bons momentos faz com que se chegue a "sentir" a presença do ausente e assim, nos sentimos juntos ainda que distantes...

Tudo é uma questão de saber fazer esse exercício mental, já que é muito melhor curtir a lembrança de momentos alegres, do que ficar lamentando a ausência de quem queríamos ter ao lado. Há que se analisar ainda que, seja lamentando a ausência, seja curtindo a lembrança de bons momentos, a vida vai continuar, o mundo vai continuar girando, o sol, a lua e as estrelas vão continuar a existir. Então, por que não viver melhor? Por que insistir nas lamentações? Bola pra frente que atrás vem gente, e com um sorriso nos lábios, e outro na alma, vamos vivendo... Assim sendo, com pensamentos positivos, com lembranças boas na cabeça, tudo nos parecerá melhor, e será mais fácil suportar a ausência dessa pessoa querida. Por exemplo, quando existe a necessidade de nos afastarmos da pessoa que amamos, ao invés de lamentar esse afastamento, e derramar lágrimas de tristeza, sugiro desviar o rumo dos pensamentos, lembrando-nos apenas dos momentos de amor vividos juntos. Não parece bem melhor "puxar" a lembrança para esse lado? Então crianças vamos sempre transformar a saudade, de uma tristeza, para uma feliz nostalgia... Podem ter certeza de que com essa mudança de linha de pensamento, a vida parecerá melhor. Garanto.

Com essa idéia, quero desejar a todos UM LINDO DIA em cada dia de nossa vida, sempre juntos ainda que distantes...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
01/10/2022 - 06h17 Os ratos do velho casarão
30/09/2022 - 06h38 As mãos sujas de Tucídides
29/09/2022 - 05h44 Decisão, decididos e indecisos
28/09/2022 - 06h15 O burrinho que se perdeu em Jericó
28/09/2022 - 06h11 A vaidade masculina está se manifestando
27/09/2022 - 05h55 Voltando os olhos para o céu
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2022, UbaWeb. Direitos Reservados.