05/02/2023  00h39
· Guia 2023     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Opinião
10/12/2022 - 05h23
O que de fato é
Dartagnan da Silva Zanela
 

Há mais ou menos 22 anos atrás, Al Gore, então candidato Democrata à presidência dos Estados Unidos, havia perdido o pleito para o Republicano George W. Bush.

Fim de jogo? Não senhor. O jogo continuou, tendo em vista que Al Gore pediu a tal da recontagem dos votos das urnas do Estado da Flórida.

O candidato do Partido Democrata tentou, tentou, tentou, mas, ao final, não conseguiu provar o seu ponto.

Frente a essa reminiscência, pergunto: Al Gore estava agindo como um golpista? Ninguém na época disse isso e, imagino, ninguém pensou algo assim.

Ele estava promovendo ataques contra as instituições democráticas? Também não. Nenhuma palavrinha foi ventilada por ninguém nesse sentido.

Espere aí! Ele estava agindo feito um fascista para solapar o Estado Democrático de Direito e implantar uma ditadura? Não cara pálida. Nenhuma linha escrita na época apontou para essa direção.

E por que não? Simplesmente porque ele estava apenas questionando o resultado das eleições e, por isso, pediu a recontagem dos votos. Numa democracia, isso faz parte do jogo.

Ah! Antes que eu me esqueça: Al Gore não reconheceu a vitória do seu adversário e, detalhe, isso também faz parte do jogo.

Outra reminiscência: nos anos 70, durante a Ditadura Militar, o então deputado Ulisses Guimarães questionou, de forma corajosa, a legitimidade das eleições presidenciais, via colégio eleitoral. Para tanto, ele lançou-se como “Anticandidato”. O magrelo não era fraco.

Ele não foi eleito, é verdade. Mas escancarou a palhaçada toda. Aí, fico pensando, cá com meus alfarrábios: os supremos, os politicamente limpinhos e cheios de amor, classificariam Ulisses Guimarães como fascista? Será que diriam o mesmo a respeito de Al Gore?

Não apenas isso: quem foi que inventou essa história de que questionar o resultado de uma eleição seria um atentado à democracia? Desde quando cobrar transparência e clareza num pleito eleitoral é sinal de ascensão totalitária?

Enfim, me diga o que você condena com palavras bonitinhas, que eu te direi o que a sua hiperbólica “defesa da democracia” de fato é.


Nota do Editor: Dartagnan da Silva Zanela é professor e ensaísta. Autor dos livros: Sofia Perennis, O Ponto Arquimédico, A Boa Luta, In Foro Conscientiae e Nas Mãos de Cronos - ensaios sociológicos; mantém o site Falsum committit, qui verum tacet.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "OPINIÃO"Índice das publicações sobre "OPINIÃO"
31/12/2022 - 07h25 Pacificação nacional, o objetivo maior
30/12/2022 - 05h39 A destruição das nações
29/12/2022 - 06h35 A salvação pela mão grande do Estado?
28/12/2022 - 06h41 A guinada na privatização do Porto de Santos
27/12/2022 - 07h38 Tecnologia e o sequestro do livre arbítrio humano
26/12/2022 - 07h46 Tudo passa, mas a Nação continua, sempre...
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2023, UbaWeb. Direitos Reservados.