15/12/2019  10h29
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Alex Frederick
03/05/2012 - 08h05
Av. Dona Maria Alves - Ubatuba - SP
 
 

Cortando quase todo o centro da cidade ao longo de sua extensão, a Avenida Dona Maria Alves, deste o início do século, luta para se firmar como a grande alternativa de crescimento do comércio na região central da cidade. E a luta, diga-se de passagem, não tem sido fácil.

No apagar das luzes da última temporada de verão, assistimos ao fechamento de três lojas comerciais na avenida, num raio de apenas 50 metros de distância uma das outras. Uma grande loja de eletrodomésticos, uma tradicional padaria e uma loja de roupas fecharam suas portas. E agora mais recente, uma revenda de veículos também encerrou suas atividades, indo tentar a sorte em outras paragens.

Considerar o último verão como uma boa temporada, apesar do sol e das praias cheias, é sem dúvida bastante curioso num cenário como este. O fato do comércio da cidade sofrer grande dependência do fluxo de turistas e segmentos que não estão diretamente ligados a ele terem dificuldade de se manter não é novidade. O curioso é considerar bom o que talvez para todos não o seja.

Hotéis, pousadas, restaurantes, quiosques, supermercados e a Rua Guarani continuam a ditar o ritmo e a temperatura do comércio local. É neste cenário que são medidos e festejados ou não, o sucesso das temporadas. É pouco para uma cidade que precisa criar um número cada vez maior de empregos para uma crescente população que todo ano chega ao mercado de trabalho e vê, nesta concentração econômica, minguar suas chances de emprego.

A cidade se ressente de capilaridade em seu comércio. Falta musculatura e artérias para que todas as atividades econômicas e comerciais possam fluir de maneira ordenada e crescente ao ritmo do batimento daquele que é seu órgão maior, ou seja, o turismo, seu coração.

Comemorar o sucesso comercial de uma temporada de verão ou mesmo de uma associação de classe baseado apenas no resultado daqueles que estão ligados diretamente ao turismo pode não traduzir toda a realidade. Enquanto na vizinha cidade se inauguram shopping centers, nós, infelizmente, fechamos portas.

A culpa talvez seja de todos, ou de ninguém. Procurar culpados talvez não seja o melhor caminho, porém, estando em ano eleitoral, o melhor, talvez, seja não valorizar excessivamente ninguém, nem menosprezar, é claro.

A cidade agradece.


Nota do Editor: Alex Frederick Cortez Costa (fredcortez@uol.com.br) reside em Ubatuba desde 1996.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "UBATUBA"Índice das publicações sobre "UBATUBA"
15/12/2019 - 06h27 Renovação da licença de feirantes em Ubatuba
14/12/2019 - 08h19 Ambulatório de Infectologia amplia atendimento
13/12/2019 - 06h47 `Guarda responsável de animais e zoonoses´
12/12/2019 - 06h56 Interdição parcial no Itaguá em Ubatuba
11/12/2019 - 05h10 Interdição na Estrada da Almada em Ubatuba
10/12/2019 - 06h46 E nas areias de Ubatuba... (CCXCI)
ÚLTIMAS DA COLUNA "ALEX FREDERICK"Índice da coluna "Alex Frederick"
29/09/2016 - 06h32 Ubatuba Café - 29/09/16
04/03/2016 - 07h04 Ubatuba Café - 04/03/16
01/06/2015 - 07h17 Ubatuba Café – 01/06/15
05/03/2015 - 10h09 Ubatuba Café – 05/03/15
06/01/2015 - 08h01 Ubatuba Café – 06/01/15
01/12/2014 - 08h00 Ubatuba Café – 01/12/14
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.