16/12/2019  07h35
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Alex Frederick
05/03/2015 - 10h09
Ubatuba Café – 05/03/15
 
 
Alex Frederick 

Aos camaradas

André e Júlio têm em comum, além de serem professores, o fato de também serem petistas. Quando não estão dando aulas, passam os dias nas redes sociais, principalmente no Facebook, defendendo suas convicções ideológicas e rechaçando todas as críticas contrárias a seu partido. Saqueiam os fatos, golpeiam a lógica, agridem o bom senso, tudo em nome de uma causa que talvez não mais exista. Assemelham-se àquele desavisado soldado japonês, que se manteve na trincheira por 29 anos após o fim da Segunda Guerra.

É bem provável que tenham entrado para o Partido dos Trabalhadores ainda jovens, cheios de sonhos e ideais, como foi comum a um sem número de jovens como eles. O PT que surgiu nos anos 80 e representava tudo aquilo que vinha ao encontro dos ideais políticos e ideológicos destes dois jovens, não existe mais. Mas por conveniência ou trapaça ainda não avisou a eles.

Na medida em que o PT se envolve em tenebrosas transações, enriquecendo pessoas e empobrecendo instituições, eles seguem firmes na defesa intransigente do partido. Às vezes um pouco surpresos, outras vezes constrangidos, porém firmes e completamente alheios às críticas.

Eles tem em conta aquele PT cheio de princípios que tanto os deslumbraram anos atrás. Tem também em conta, um líder que não existe mais. No lugar daquele operário sindicalista que sintetizava em sua sofrida trajetória de vida, a história do povo brasileiro, e que viu nele a esperança de um futuro melhor, hoje é um próspero senhor de terno e gravata, colarinho branco, sorriso largo que passa o tempo costurando vantagens para os seus.

A liberdade democrática, a justiça e a igualdade entre as pessoas são sonhos que não envelhecem nunca, porém, a maneira de alcançá-los é que se renova sempre. O PT talvez seja hoje a maior prova disso, um caminho que se esgotou, minado pouco a pouco pela negação de seus princípios históricos e a necessidade desenfreada de se manter no poder a qualquer custo.

Como o André, o Júlio e o soldado japonês, existem vários outros desavisados por aí. Existem os Pedros, os Paulos, os Juarezes, os Altinos, os Alessandros, os Antonios, os Jonathans, os Chicos, os Maurícios, os Zés e os Manés.


Nota do Editor: Alex Frederick Cortez Costa (fredcortez@uol.com.br) reside em Ubatuba desde 1996.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "OPINIÃO"Índice das publicações sobre "OPINIÃO"
16/12/2019 - 06h36 A economia, o povo e a ideologia
16/12/2019 - 06h32 A economia capitalista
15/12/2019 - 06h26 O que podemos esperar de 2020
15/12/2019 - 06h22 Fazer o bem sem se importar a quem
14/12/2019 - 08h18 Leonardo da Vinci, o maior gênio
14/12/2019 - 08h09 Transformação analítica 2020
ÚLTIMAS DA COLUNA "ALEX FREDERICK"Índice da coluna "Alex Frederick"
29/09/2016 - 06h32 Ubatuba Café - 29/09/16
04/03/2016 - 07h04 Ubatuba Café - 04/03/16
01/06/2015 - 07h17 Ubatuba Café – 01/06/15
06/01/2015 - 08h01 Ubatuba Café – 06/01/15
01/12/2014 - 08h00 Ubatuba Café – 01/12/14
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.