20/10/2018  22h40
· Guia 2018     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Opinião
24/12/2016 - 08h15
A quem convém o empoderamento feminino?
Alice Schuch
 

O que se ganha em encontrar o sínolo histórico do humano feminino e masculino? Mais felicidade para todos, porque também o homem está em contínua perda enquanto lhe falta uma parte fundamental, sem a perfeição da qual não pode exaltar a própria eficiência.

O empoderamento feminino vem sendo construído e conta com a aceitação social nas últimas décadas. Que maravilha!

O desejado crescimento das mulheres faz-se necessário para que possa existir respeito e liberdade nas relações. É irrevogável, não tem retorno porque é a inteligência ao feminino que está sendo colocada em ação. O oposto disso seria a indesejável frustração existencial.

Mudanças se fortalecem no terceiro milênio: buscamos relações paritárias e realizações em todos os setores da sociedade, é um caminho sem volta.

Possui o poder a mulher que desenvolve o próprio potencial e é capaz de auto sustentar-se. Sustentar-se é o primeiro passo para a dignidade e a liberdade. Cada mulher ganha a sua independência econômica pelo seu auto sustento, o qual vai expandido através da constante capacitação pessoal.

Percebemos que o momento presente é difícil, especialmente pelo excesso de apelo ao consumo, o que tantas vezes parece aumentar a dicotomia entre o que conseguimos ganhar e aquilo que desejaríamos adquirir. Como consequência, para que consigamos tornar-nos auto sustentáveis é preciso cautela.

Não importa a posição social, somente a capacidade de auto sustento gera a liberdade. Quando uma mulher conscientiza a própria inteligência, a própria força e a coloca em ação, torna-se livre, é feliz, coerente, responsável, logo convém a si e aos demais: chefes, colegas, companheiros, filhos, sociedade.

Ser feliz é o grande negócio!


Nota do Editor: Alice Schuch, palestrante e escritora sobre o universo feminino.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "OPINIÃO"Índice das publicações sobre "OPINIÃO"
20/10/2018 - 08h02 PMs na mediação de conflitos sociais
20/10/2018 - 07h58 Hora de consertar o Brasil?
19/10/2018 - 06h46 Eleição 2018: divisor de águas
19/10/2018 - 06h42 A maturidade da educação no Brasil
18/10/2018 - 07h27 O que os policiais esperam de Bolsonaro
18/10/2018 - 07h23 Escolha o avião certo






· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2018, UbaWeb. Direitos Reservados.