14/08/2022  08h44
· Guia 2022     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Celso Fernandes
31/05/2020 - 06h54
Plena harmonia entre os poderes
 
 
Tevê à manivela

Coisa que até certo tempo atrás podíamos dizer alto e em bom tom que para toda regra há sempre uma exceção em épocas atuais não só arranjamos, buscamos, bem como adaptamos dezenas. Coisa que no campo da nossa declarada política de cada dia nem precisamos enumerar. Alhures!

Agora se o rol das investigações prosseguem invictos a cada abertura de noticiário, como contra agora de governadores, as denúncias (idem) novamente estão em aberto. Afinal, tem se tornado o Brasil um dos grandiosos líderes nesse sentido, fraudes, desvios de dinheiro, superfaturamentos principalmente em crise de pandemia, da corrupção que muitos prometeram acabar? Também os mais – como os menos – corruptíveis sabem sempre como negar suas acusações ao pé da letra. Falsidades ideológicas parecem surgir sempre de forma diversificada. Isso importando ou não com o grau – e caneta esferográfica –, palavrões, verbos e verbetes, que muitos usam frente às câmeras!

Tanto que na virada da vez, algo que pela tão politizada reunião ministerial de 22 de abril, o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC) passa a ser investigado, no Palácio das Laranjeiras, por fraudes de desvios na saúde. Assim. “Até tu, Wilson Witzel”, havemos de abrir o novo claquete? Principalmente para quem pretende disputar a eleição presidencial contra Bolsonaro. Será ele mesmo um bom adversário na liderança ora em uma operação deste grau pela PF, tal sua esposa, Helena Witzel, em hospitais de campanha? O vírus da corrupção agora por vias da Operação Placebo entra em cena.

Novamente não isentamos repetir por aqui quanto ao substantivo harmonia que pode ser traduzido como de ausência de conflito, paz, concórdia, ou até de pertinência entre os poderes.

Mas a propósito, discursou em que tom mesmo o ministro Luís Roberto Barroso durante a posse no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dia 25 de maio? Ora, se a quanto vimos e ouvimos sobre o modus quantum tudo vem sendo tratado – entre os Três Poderes – aplaudimos como? As Eleições Municipais serão adiadas, quem sabe para outubro? O termo confiança política ainda procede enquanto lideranças continuam sendo investigadas? Vale referir aqui sobre os ´recados´ diretos/indiretos ao presidente Jair Bolsonaro? No mais, disse ele, precisamos de maior “conciliação e diálogo como meta devido a crise atual que o Brasil atravessa”. Bem ainda de “razão pública no lugar de extremadas”. Alhures!

Seria preciso abordar um pouco mais no tocante a importância do voto, ou, de que forma mais o eleitorado acredita isto sim! Logicamente, reforçando o ministro Barroso, que numa democracia, política é gênero de primeira necessidade, isso pulando os efeitos contrários que assistimos.

Enfim, se mais valemos mesmo em retribuir que discurseiras nunca deixam de passar em vão, coisa que não precisamos ser leigos o suficiente no assunto, que atividades mais nobres e fieis devemos esperar é que fica à baila de esperançosos assuntos. Como da investigada reunião de demissão, gravações, do ex-ministro Sergio Moro (que muitos não esperavam acontecer), Bolsonaro etc. e vamos todos nós aguardarmos daqui o que mais acontece em outra parte além dos nossos nobres presidenciáveis em ação. Harmonicamente, claro!


Nota do Editor: Celso Fernandes (modarougebatom.blog.terra.com.br), jornalista, poeta e escritor, autor de “As duas faces de Laura”, “O Sedutor”, “Sonho de Poeta” (Ed. Edicon), entre outros. Colunista de Moda, Cultura & TV, escreve semanalmente em jornais, revistas e sites relacionados às áreas.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
14/08/2022 - 06h06 Sol e liberdade
11/08/2022 - 06h14 O celular não a substitui
10/08/2022 - 05h59 Apreciando o por do sol
07/08/2022 - 06h34 Sem ressentimentos
04/08/2022 - 06h03 Por que chato de galocha?
03/08/2022 - 06h15 O porvir está por vir... O que nos espera?
ÚLTIMAS DA COLUNA "CELSO FERNANDES"Índice da coluna "Celso Fernandes"
01/02/2021 - 05h53 Falamos a mesma língua?
31/12/2020 - 05h51 2021. O ano que já nasceu!
22/11/2020 - 05h20 Eleitos, reeleitos, pré-eleitos e pós eleitos
26/10/2020 - 06h15 Novas velhas promessas eleitorais
17/10/2020 - 06h38 Surpresas nada alarmantes
12/10/2020 - 06h24 Elegíveis inelegíveis, outra vez?
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2022, UbaWeb. Direitos Reservados.