19/08/2022  17h21
· Guia 2022     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Contos
30/06/2022 - 06h40
Ai eu choro
Zélia Maria Freire
 

Bem, já que a mestra afirmou que o tema foi pro brejo vou usar da minha criatividade e, livre, leve e solta usar da palavra, lembrando um ditado suíço onde afirma que as palavras são como as abelhas, têm mel e ferrão. - A propósito, sabe porque Deus deu ao homem o dom da palavra? Para que ele possa esconder os seus próprios pensamentos. O que faz sentido, nem sempre o que falamos é o que pensamos.

Feito o introito, deixemos de lado os entretantos e partimos para os finalmente”, tendo em mente que, segundo Fernando Pessoa, o poeta é um fingidor.

Dos males do coração que contarei.

Era uma vez, EU, que não buscava nenhuma panaceia, nenhum genérico, nenhum elixir milagroso, mas sim, algo compatível com e o meu histórico médico, sem efeitos colaterais , consequentemente, que não me fosse contraindicado. Imaginei ter encontrado ledo engano, no achado havia condições que impediam sua prescrição e me foi apresentado a “bula” com as suas precauções e onde pude constatar que o seu principio ativo não dava margem a uma composição comprovadamente segura, podendo ocorrer reações adversas. Advertida, inteirei-me dos riscos que corria e só me restou calar diante dos argumentos e esquecer o que convencionei chamar de busca de uma meisinha para cura dos males do coração.

Ai eu choro...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CONTOS"Índice das publicações sobre "CONTOS"
13/06/2022 - 06h32 Páginas de ontem
31/05/2022 - 06h38 É o bicho!
24/05/2022 - 06h15 Tocaia
10/05/2022 - 06h41 Céu escuro, nuvens densas
26/04/2022 - 06h19 Ronda noturna
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2022, UbaWeb. Direitos Reservados.