30/05/2024  00h22
· Guia 2024     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Evely Reyes
18/10/2022 - 05h44
Aqueles cães abandonados foram resgatados
 
 

Em um dia de setembro, pela rua D. Maria Alves, avistei quatro cães, deitados na calçada de um estabelecimento comercial, nas proximidades do cruzamento comva rua Cunhambebe. Solicitei informações a respeito, junto a um empregado da loja e soube que foram abandonados, após o casal, em situação de rua, que acompanhavam, ter sido detido por prática de crime.

Por perto, havia papelão para deitarem e vasilhas com água, mas a expressão dos animais era de tristeza profunda, como se tivessem conhecimento do que tinha ocorrido e percebessem que a partir de então, estavam ao Deus-dará.

Transitavam de um lado para o outro da rua e podiam ser vistos no Posto de Gasolina, sendo acarinhados por um rapaz, de nome Pedro, a quem passaram a seguir, em virtude da atenção que recebiam. Nestas ocasiões, iam atrás dele e permaneciam todos à porta de sua casa, apesar do mesmo não ter condição nenhuma de cuidar daqueles seres, tão indefesos e solitários como ele.

Alguns dos cães, com o passar dos dias, começaram a apresentar ferimentos, em razão de brigas e pela própria circunstância precária em que se encontravam.

Sem as providências necessárias, por parte dos órgãos públicos responsáveis, o clamor da internet levou as protetoras voluntárias da ONG Alma Vira-Lata, com grande competência e organização, a providenciar o resgate dos quatro cães machos, e em seguida, da fêmea, que segundo consta, era da mesma matilha e foi encontrada nas imediações.

O resultado pretendido realizou-se e trouxe muita alegria às protagonistas, apesar dos percalços que episódios desta natureza desencadeiam. Cães acostumados soltos apresentam resistência, no momento de serem retirados da área que tem o hábito de ficar, e por medo, como sencientes que são, não têm compreensão do bem que lhes vai suceder. 

Lotado o abrigo da ONG, a solução adotada foi o lar temporário para todos, com direito a banhos, alimentação e cuidados básicos. Após consulta veterinária, os que ainda não estavam castrados, foram esterilizados pela clínica conveniada com a Prefeitura Municipal de Ubatuba.

As protetoras revezam-se nos carinhos e na manutenção dos resgatados com a disciplina e dedicação, que o voluntariado exige de quem se candidata a esta árdua e ao mesmo tempo, gratificante missão.

Vanessa, Valéria, Claudia Helena, Cássia, Priscila e sua irmã Vanessa são as cinco protagonistas heroínas da história, responsáveis pela transformação ocasionada na vida destes cinco seres indefesos. Merecem aplausos e reconhecimento.

Vale dizer, que a ONG Alma Vira-Lata, de Ubatuba-SP, está com 137 cãezinhos, no abrigo e em lares temporários, dos quais, 72 adultos, 14 idosos e 37 filhotes. Os gastos, apenas com ração, giram em torno de R$ 7.500,00 mensais.

Óbvio que necessitam de ajuda, com doação de ração, PIX de qualquer valor pelo CNPJ 15.471.624/0001-64-CNPJ ou apadrinhamento de um cãozinho, por apenas R$ 30,00. 

Os cinco que estavam abandonados, à Rua Maria Alves, já estão disponíveis para adoção, pela ONG Alma Vira-Lata, pois a permanência no lar temporário não pode continuar.

Saudáveis, afetuosos e alegres, eles aguardam, ansiosos, por uma família ou alguém que tenha amor e saiba valorizar a companhia fiel e carinhosa que podem oferecer.

Leitor interessado, faça contato coma Instituição e habilite-se a levar um deles. Com certeza, vai ser conquistado por um amigo, para a vida inteira.

"Os cães são o nosso elo com o paraíso. Eles não conhecem a maldade, a inveja ou o descontentamento. Sentar-se com um cão ao pé de uma colina numa linda tarde é voltar ao Éden onde ficar sem fazer nada não era tédio, era paz.” (Milan Kundera)


Nota do Editor: Evely Reyes Prado, reyesevely@yahoo.com.br, paulistana, formada em Direito pela PUC-SP, morou em Ubatuba por vinte anos, onde aposentou-se pelo Tribunal de Justiça - SP e foi integrante da APAUBA - Associação Protetora dos Animais de Ubatuba. É autora de contos em Antologias diversas, e dos livros “Tudo Tem Seu Tempo Certo” e “Do Um ao Treze”, encontrados através do site www.scortecci.com.br.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "PETS"Índice das publicações sobre "PETS"
22/12/2022 - 06h07 Os fogos de artifício podem prejudicar os pets?
09/10/2022 - 05h52 No Brasil, a maioria dos pets foram adotados
25/05/2022 - 06h33 A ração adequada para filhotes de gato
17/01/2022 - 06h16 Cinco cuidados com os pets no verão
15/03/2021 - 06h33 O impacto da pandemia no comportamento dos cães
ÚLTIMAS DA COLUNA "EVELY REYES"Índice da coluna "Evely Reyes"
17/10/2022 - 05h59 Opção para quem não come carne
13/10/2022 - 06h09 Quem são Neguinho e Foquinha...
13/06/2018 - 08h13 Chocolate: mais um cão abandonado em SP
21/04/2018 - 07h52 Prefeitura promete castração e muito mais
28/01/2018 - 07h42 Gestão consciente 1 X Crueldade 0
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2024, UbaWeb. Direitos Reservados.