15/05/2021  08h26
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Rodrigo Ramazzini
28/07/2014 - 09h06
Felicidade do casal
 
 

– Amor!
– Hum.
– Faz um favor pra mim?
– Hã.
– Arruma a nossa cama?
– Agora?
– É!
– Não.
– Por que não?
– Agora não posso.
– Como não pode? Estás aí sentado sem fazer nada...
– Estou assistindo a televisão. Ao jogo de futebol, melhor dizendo. Não estás vendo?
– Ou seja, não fazendo nada.
– Não sei se tu sabes, mas a televisão é um importante meio de propagação de informação, conhecimento e entretenimento.
– Mário Sérgio, por favor!
– Pois é, Mário Sérgio também é sinônimo de cultura...
– Era só o que me faltava... Eu joguei pedra na cruz mesmo!
– Eu sou o cara!
– Ô, cara! Vais arrumar ou não?
– Antes... Tem uma questão em relação à cama que sempre me intrigou e quero que me expliques...
– O quê?
– Analisa a situação por uma linha lógica de pensamento e me responde: por que arrumamos a cama de dia se vamos nos deitar nela e bagunçá-la novamente à noite?
– Meu Deus!
– Não achas que é mais lógico deixá-la desarrumada?
– Arrumamos para ficar arrumada, ora!
– Pra quê?
– Pra... Pra... Pra ficar com o quarto bonito... Sei lá!
– Pra quê? Se só nós que entramos ali...
– Pelo amor de Deus! Não complica, Mário Sérgio! Eu não posso querer um quarto bonito?
– Pode.
– Então... Arruma lá! Imagina se chega visita, hein? Que vergonha aquela bagunça!
– Se chegar... Se... Se... Sempre na condicional... Nesta sempre me ferro... Nunca vem ninguém sem avisar! Além do mais, qualquer coisa é só fechar a porta do quarto...
– Não precisa mais arrumar, Mário Sérgio!
– Eu arrumo. Mas não foste tu mesma que falaste esses dias que adora dormir com a cama revirada, com o edredom bagunçado, hein?
– Não precisa mais. Só vou colocar as roupas na máquina de lavar e volto para arrumar.
– Eu arrumo. Só tem uma coisa antes...
– Que coisa?
– A da simpatia, que eu esqueci...
– Que simpatia, Mário Sérgio?
– A da forma de arrumar a cama... Se se arruma da guarda para os pés ou ao contrário...
– Que simpatia? Não tem simpatia nenhuma!
– Tem sim! Meu avô sempre falava que tinham duas coisas que influenciavam na felicidade do casal e o arrumar a cama é um deles! É uma simpatia antiga e que conserva a harmonia do casal no berço da paixão.
– Ah é? Mesmo? Tu nunca tinhas me falado sobre isso...
– Mesmo! Se não falei foi um ato falho meu... Desculpas!
– Foi nada!
– Não falei também porque provavelmente tu estavas arrumando do jeito certo, afinal, nós somos felizes, não?
– Ué! Somos!
– E não quereres romper esta felicidade, né?
– Não! Claro que não!
– Então, me mostra lá como tu arrumas a cama para eu fazer igual...
– Ah... É simples... Faço assim, ó... Só puxo o lençol assim... Pego o edredom e aliso assim por cima... Dou uma alinhada nos cantinhos... E dou arrumadinha nos travesseiros e pronto!
– Hum... Tu arrumas do pé da cama para a guarda. Nem notaste, né?
– Não!
– Então, guarda esta ordem! É fundamental para a nossa felicidade!
– Ah, espertinho! Agora que me dei conta...
– O quê?
– Me enrolou direitinho e eu acabei arrumando a cama, hein?
– Nossa felicidade estava em jogo! Queria o quê?
– Abobado!
– É sério!
– Dá um beijinho, dá! Como pagamento...
– Smack! Mmm!
– Smack! Mmm! Bem! Mas segundo o teu avô, duas coisas influenciam na felicidade do casal. Se uma delas era a ordem...
– A bem da verdade, não era bem a ordem e sim quem arrumava a cama... Mas eram outros tempos... Naquele tempo os homens não tinham qualquer atribuição nos serviços domésticos e tal... Uma visão mais machista e tal...
– Hum... Sei...
– É... E a simpatia eu não sei quem me falou... Nem sei se é verdade... Então, eu só juntei o que o meu avô dizia com a tal simpatia...
– Sei... Tudo isso para não arrumar a cama, hein? 
– É...
– Que preguiça, hein? E a segunda coisa?
– A segunda coisa...
– Fala, Mário Sérgio!
– Não vais ficar braba, certo? Promete pela nossa felicidade?
– Fala...
– Bem... Além de não querer arrumar a casa, eu queria continuar a assistir ao jogo... Então, também me lembrei do meu avô...
– E?
– E... E... E ele sempre questionava: por que mulher tem que encher o saco da gente justamente no horário do futebol, hein? Assim não se pode ser feliz!

E Mário Sérgio dormiu aquela noite no sofá...


Nota do Editor: Rodrigo Ramazzini é cronista.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CONTOS"Índice das publicações sobre "CONTOS"
02/07/2020 - 06h50 Sem sono
16/06/2020 - 06h36 Sem rumo
11/12/2016 - 05h52 A despedida
20/08/2016 - 05h52 A bruxa e o hipocondríaco
11/02/2016 - 10h03 Sabe o André?
23/11/2015 - 10h08 O certinho
ÚLTIMAS DA COLUNA "RODRIGO RAMAZZINI"Índice da coluna "Rodrigo Ramazzini"
16/11/2015 - 15h00 Tudo explicado agora
26/10/2015 - 09h22 Os sapatos
11/10/2015 - 08h04 Julgamento da consciência
20/09/2015 - 10h04 O pedinte da rodoviária
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.