19/04/2021  22h09
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Evely Reyes
18/01/2016 - 10h00
`Vida na rua´ em ação
 
 
 
Divulgação 
  Vitória.

Seu nome é Vitória e ela estava nas proximidades do Restaurante Tulipas, na cidade do Conde-PB. Segundo consta havia sido vitima de atropelamento e encontrava-se muito machucada no momento em que VIDA NA RUA- Associação dos Protetores de Animais de Conde chegou ao local.

Moradores dos arredores acionaram a ONG e seus voluntários de imediato recolheram a cachorra e encaminharam-na à clinica da veterinária Dra. Carla Soares. Conforme diagnóstico o acidente foi confirmado, constatando-se também maus tratos e possível abuso sexual.

Diante de acontecimentos deste tipo algumas pessoas têm a sensação de que a humanidade está perdida, pois muitos seres humanos continuam abrutalhados e destituídos de sentimentos. É preciso refletir que para toda maldade praticada existe contrapartida, tornando-se possível virar a página e reescrever outro final para a tragédia que se apresenta.

Com Vitória ocorreu isso. Em razão de estar vagando pelas ruas suportou toda sorte de infortúnios decorrentes de provável abandono, desde a ausência de alimento, água e moradia, essenciais para qualquer ser vivo, até maus tratos, atropelamentos e crueldades. Há indícios que tenha sofrido abuso sexual, após o exame realizado pela veterinária, e por mais incrível que pareça não é episódio raro.

A zoofilia é a atração ou o sexo praticado por humanos com outros animais que não a sua espécie e é avaliada na psiquiatria como um padrão de comportamento sexual em que o indivíduo sente prazer em relação ao objeto do desejo e não no ato sexual. Mas nas áreas rurais do Brasil os bichos são violentados com frequência, pois são fatos tratados como questão cultural, que acontecem por curiosidade, por brincadeira ou para que o menino possa mostrar o quanto é “macho” diante de seu grupo de amigos.

Existem situações em que a prática perdura além da infância e juventude, tornando-se um hábito por décadas, seja o homem casado ou em razão das dificuldades na busca por parceiras. Nas grandes cidades, se a criança ou adolescente foi vítima de abuso sexual dentro da própria família ou ainda assistiu violências do gênero com os animais, o adulto passa a ser autor desses crimes, dando continuidade com cães ou gatos que encontra pelas ruas.

Mais chocados ficarão ainda os leitores que tomarem conhecimento da existência de países onde manter relações sexuais com animais é gosto de grande parte da população. Na Alemanha, por exemplo, foi feito um estudo há uns dois anos e o governo constatou que em torno de 500 mil animais são mortos ao ano após abusos sexuais, o que deu origem a uma lei com proibições severas e multa estimada em 25 mil euros.

Entretanto, na cidade do Conde- PB, a querida Vitória teve a dedicação e carinho das protetoras Karen, Renata e Jaque que a resgataram e a mantem em lar temporário, tornando possível uma grandiosa virada de página na vida desta peluda de porte grande e muita meiguice. A ONG, como de costume, fez o trabalho sem apoio financeiro e suas voluntárias colocaram veículos e dinheiro do próprio bolso para atender ao dramático caso de violência e infelicidade com que se depararam; são muitas as despesas considerando o deslocamento, atendimento veterinário, medicamentos, alimentação e demais cuidados.

O nome foi dado à cachorra diante das dificuldades, que representaram ao final uma verdadeira vitória. Ela encontra-se bem cuidada, sem mais hemorragia interna e na recuperação a cada dia que passa.

Tão logo possa será vacinada e esterilizada, disposta a encontrar um lar cheio de amor que a queira acolher. Caso queira ajudar, por favor, compartilhe.

Os interessados na adoção podem entrar em contato com a ONG VIDA NA RUA pela internet, ou Karen pelo cel (83) 81971778 e Lia (83) 96391247.


Nota do Editor: Evely Reyes Prado, reyesevely@yahoo.com.br, paulistana, formada em Direito pela PUC-SP, morou em Ubatuba por vinte anos, onde aposentou-se pelo Tribunal de Justiça - SP e foi integrante da APAUBA - Associação Protetora dos Animais de Ubatuba. É autora de contos em Antologias diversas, e dos livros “Tudo Tem Seu Tempo Certo” e “Do Um ao Treze”, encontrados através do site www.scortecci.com.br.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "PETS"Índice das publicações sobre "PETS"
15/03/2021 - 06h33 O impacto da pandemia no comportamento dos cães
16/12/2020 - 06h40 Festas de fim de ano e animais de estimação
07/12/2020 - 08h09 Dicas para prevenir doenças oculares em seu pet
30/11/2020 - 06h22 Causa dos animais exige compromisso com a ética
28/11/2020 - 06h26 Raiva é uma zoonose que continua fazendo vítimas
14/10/2020 - 07h04 Alerta para câncer de mama em cadelas e gatas
ÚLTIMAS DA COLUNA "EVELY REYES"Índice da coluna "Evely Reyes"
13/06/2018 - 08h13 Chocolate: mais um cão abandonado em SP
21/04/2018 - 07h52 Prefeitura promete castração e muito mais
28/01/2018 - 07h42 Gestão consciente 1 X Crueldade 0
23/12/2017 - 08h39 Bem-vindo o Castramóvel
06/12/2017 - 06h38 Um ilustre ubatubense de coração
18/11/2017 - 08h21 Jantar beneficente no Restaurante Papagalli
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.