12/11/2019  12h45
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Rui Grilo
18/09/2017 - 07h19
Semar constrói ilhas de calor no centro de Ubatuba
 
 

Escrevo este texto porque já falei com o gerente do Semar e sei que ele provavelmente não acatará minhas sugestões. Acho que deveríamos começar a boicotar todos estabelecimentos que não contribuem para o bem estar do município.

Embora Ubatuba seja cercada pela floresta e pelo mar, no centro, no verão vira um forno porque há pouca arborização urbana. As poucas árvores que existem no centro, aos poucos vão desaparecendo devido à ignorância de alguns e à falta de respeito com a cidade onde vivem e onde lucram. Como exemplo posso citar o corte de uma chuva de ouro, em frente à lanchonete e ao Cacau Show. Também houve o corte de um ipê na Rua Gastão Madeira, em frente à escola Olga Gil, e de uma primavera bem antiga mas que floria, em frente ao Casarão. Também houve o corte de várias árvores no terreno onde está sendo feito o estacionamento do Semar, entre as quais um frondoso pé de Cambuci, um pé de grumixama e um pé de jerivá (aquele coqueiro que dá coquinhos amarelos).

Nesta semana passei lá e vi que estão colocando bloquetes, boa solução porque permite a infiltração d’água. No entanto, se fizerem como no estacionamento antigo, não haverá nenhuma planta, contribuindo para o aumento do calor e para aquela sensação de abafamento, pelo aprisionamento entre muros.

Procurei o gerente e expliquei que as plantas podem amenizar um ambiente, tornando-o mais agradável e bonito. Não sou contra o estacionamento mas na beira dos muros poderiam ser colocadas cercas vivas ou trepadeiras que florissem. Para não atrapalhar os carros poderia ser colocado fios galvanizados a fim de impedirem que elas tombem e ocupem uma área maior.

No meio, entre as vagas de carros poderiam ser colocadas algumas árvores para sombrear e dar colorido à paisagem. Há árvores que, diferente das amendoeiras, não soltam todas as folhas ao mesmo tempo. Nem precisam ser tão grandes. Como exemplo, poderia ser como os resedás, os miniflamboyants e os ipês de jardim.

Todas as pessoas que vivem e lucram, aqui nesta cidade, deveriam ter uma preocupação com sua beleza e o bem estar de todos.


Nota do Editor: Rui Alves Grilo é professor da rede pública de ensino desde 1971. Assessor e militante de Educação Popular.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "UBATUBA"Índice das publicações sobre "UBATUBA"
12/11/2019 - 06h57 E nas areias de Ubatuba... (CCLXXXVII)
12/11/2019 - 06h55 Ubatuba divulga atividades do Novembro Azul
10/11/2019 - 05h49 `Diga não à violência contra a mulher´, em Ubatuba
09/11/2019 - 07h46 Renovação do contrato com a Sabesp em Ubatuba
08/11/2019 - 06h37 16º Salão Ubatuba de Artes Visuais
07/11/2019 - 05h59 `Vem Dançar´, em Ubatuba
ÚLTIMAS DA COLUNA "RUI GRILO"Índice da coluna "Rui Grilo"
23/11/2017 - 06h27 Projeto de vigilância comunitária no Perequê-Açu
24/10/2017 - 06h21 Chega de cocô na praia
17/10/2017 - 07h18 Ninguém do Ipiranguinha
28/09/2017 - 06h48 Perequê-Açu, em Ubatuba, pode virar Massaguassu
10/01/2017 - 08h04 Quando o dia chegar
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.