19/04/2021  20h55
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Evely Reyes
27/02/2015 - 09h11
Barack está para adoção...
 
 
Evely Reyes 

Nós seres humanos, estamos na
natureza para auxiliar o progresso
dos animais, na mesma proporção
que os anjos estão para nos auxiliar.
Portanto quem chuta ou maltrata um
animal é alguém que não aprendeu a
amar.

Chico Xavier


Ele é muito simpático e sempre atende com inúmeros miados quando dizemos seu nome.

Desde o período em que frequento o GEPE este gato se encontra por lá. Antes eram três, mas de hora para outra sumiram e alguém da instituição que não me recordo o nome disse que haviam sido adotados por uma pessoa que lá esteve e por eles se apaixonou.

Ficou então somente esse jovem felino a quem foi dado o nome de Barack Obama. 
Não sei ao certo como chegou, mas não devia ter mais que um ano na época em que começou a frequentar o lugar e lembro certa vez que subiu numa parte do telhado e se apavorou porque não conseguia descer. Tito, um amigo protetor que também é espírita teve que se pendurar numa escada para tirar o felino peralta lá de cima.

Nos dias em que estudamos o evangelho ou nos momentos em que nos aprofundamos na Doutrina ele sempre permanece dentro das salas, quietinho pelo chão ou dormindo em cima de alguma cadeira.

Apesar de Deus ter criado os animais e de Chico Xavier ter sido apaixonado por bichos existem pessoas que frequentam o local, mas não são muito afeiçoadas a eles. Poucas são as que têm coragem de assumir. Uma pessoa sugeriu que algumas não convivem e por isso têm medo; na verdade, muitas delas não gostam mesmo. Fazer o quê?! É preciso respeitar. O que não podemos permitir é que os bichos sejam maltratados ou lhes sejam aplicadas crueldades, isso não!

Através do estudo da Doutrina e do Evangelho aprendi que uma das coisas mais importantes é entender que tudo tem seu tempo certo e que é fundamental sermos tolerantes com a opinião alheia, pois não podemos obrigar ninguém a pensar como nós pensamos ou sentimos. Desenvolver o amor incondicional é um processo de aprendizado e ter olhos para se preocupar com animais é algo que muitos indivíduos não conseguem enxergar ainda.

Embora eu saiba que a compaixão deve ser estendida a todos os seres vivos existem pessoas que não pensam assim e isso independe da religião: podem ser espíritas, católicos ou evangélicos. Há muitos registros sobre isso.

Talvez tenham traumas de outras vidas ou até problemas desta mesma existência que os impeçam de olhar para os animais de forma carinhosa e respeitosa. Acreditam que eles são seres inferiores da Criação e que têm muito que evoluir para chegar neste nosso nível tão superior de inteligência e brilhantismo.

Nós somos os seres mais espertos e maravilhosos deste Planeta. Nossa capacidade de criar, fabricar, inventar, agir ou pensar é insuperável e não pode ser comparado a nenhum outro animal. Aliás, na Doutrina Espírita não somos chamados de animais, porque somos extremamente especiais. Somos hominais.

A Doutrina explica que iniciamos nossa evolução no reino mineral onde aprendemos a desenvolver a atração. Na continuidade, passamos pelo reino vegetal onde a sensação passa a ser aumentada. No reino animal é preponderante o instinto e somente então no reino hominal é que surgirá por completo o pensamento contínuo, o livre arbítrio e a razão. Assim, somos integrantes do reino hominal.

Barack faz parte do reino animal e segundo alguns indivíduos não deveria estar circulando pelas dependências do Centro Espírita porque é um local público que existe para os sujeitos do reino hominal e não para os elementos do reino animal.

Conforme Carlos Cardoso Aveline em O Poder da Compaixão:

“O sentimento de compaixão se situa no coração e não no cérebro. Ideias corretas sobre a vida universal podem revelar a sua presença no coração, talvez; mas não serão capazes de fabricá-lo, e ele não pode ser ensinado ou aprendido no plano verbal.”

“... Ela é a origem da solidariedade entre os seres humanos e faz brotar a cooperação entre diferentes espécies. É a amizade incondicional que expressa o despertar da Alma. Constitui o primeiro passo e o último no caminho da sabedoria e é inseparável do equilíbrio, da moderação e do discernimento.”

Nunca poderia imaginar que dar guarida e alimentar um gato preto pudesse causar tanto transtorno. Parto do princípio de que devo me apiedar de todas as criaturas viventes, porque todos são sencientes, temem a morte e amam a vida e se me colocar no lugar deles, então sentirei a realidade que lhes é imposta.

Sempre me importei com animais e ao frequentar o GEPE aprendi o quanto também posso ser útil aos meus pares, através da caridade e do amor que faço expandir dentro de mim.

É fácil entender o porquê devemos respeitar outros seres humanos quando já conseguimos praticar a compaixão em pequena escala, junto aos não humanos.

Mas compreendo que nem tudo pode ser como a gente quer. Talvez haja preconceito porque ele é preto e alguém possa acreditar que ele dá azar. Será? Como saber o que circula na cabeça de determinados integrantes do reino hominal...

Nos bons tempos a comida e a água do Barack ficavam do lado de dentro do edifício, mas depois foram colocadas bem longe, lá no final do estacionamento, pois segundo informações o gato estaria causando transtornos e sujando os corredores e as salas. Ele deve ter feito essas peripécias escondido de mim, porque nunca vi. Mas, partimos do princípio de que não houve mentira por parte de quem contou essa história.

Com o tempo, julguei necessário que ele fosse castrado para que se acalmasse e não voltasse ferido das brigas com outros gatos nas ruas e então o levei para a cirurgia.

Ocorre que nos últimos dias resolvi reivindicar outro lugar para a vasilha de comida e água, de modo que não mais ficassem expostas ao sol quente e às chuvas torrenciais que começaram a cair nos últimos dias.

Hoje fui procurada por pessoa autorizada que falou em nome do GEPE, com a solicitação de que um lar fosse encontrado para Barack, a fim de que o mesmo não mais permanecesse nas dependências, pois isso desagradava a algumas pessoas que frequentavam o local.

Foi impactante, mas depois refleti melhor e concluí que não se deve permanecer num lugar onde não se é querido. Simples assim.

Barack pode ser feliz com uma família que o ame, portanto solicito aos protetores amigos de Fortaleza que ajudem a encontrar uma adoção para o querido felino.

Ele é muito meigo, tem olhos verdes e é todo preto. Gosta de carinho, conhece os amigos e é muito inteligente. Como já disse, foi esterilizado e tem aproximadamente três anos.

Os interessados, favor entrar em contato comigo pelo celular (85) 8152-2622.

Barack está para adoção...


Nota do Editor: Evely Reyes Prado, reyesevely@yahoo.com.br, paulistana, formada em Direito pela PUC-SP, morou em Ubatuba por vinte anos, onde aposentou-se pelo Tribunal de Justiça - SP e foi integrante da APAUBA - Associação Protetora dos Animais de Ubatuba. É autora de contos em Antologias diversas, e dos livros “Tudo Tem Seu Tempo Certo” e “Do Um ao Treze”, encontrados através do site www.scortecci.com.br.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
19/04/2021 - 06h25 Órgãos humanos e suas funções
18/04/2021 - 06h17 Dona René Barbosa
18/04/2021 - 06h13 Tapioca, garfo e faca
16/04/2021 - 06h17 Professor Edgar
15/04/2021 - 06h30 Imaginar diferente do imaginário corrente
14/04/2021 - 06h19 A verdade da vida deve ser respeitada
ÚLTIMAS DA COLUNA "EVELY REYES"Índice da coluna "Evely Reyes"
13/06/2018 - 08h13 Chocolate: mais um cão abandonado em SP
21/04/2018 - 07h52 Prefeitura promete castração e muito mais
28/01/2018 - 07h42 Gestão consciente 1 X Crueldade 0
23/12/2017 - 08h39 Bem-vindo o Castramóvel
06/12/2017 - 06h38 Um ilustre ubatubense de coração
18/11/2017 - 08h21 Jantar beneficente no Restaurante Papagalli
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.